Resultado Final da Chamada Interna 01/2018 – Participação Social na Saúde e no SUS

A Pró-Reitoria de Extensão e Cultura torna público o Resultado Final da CHAMADA INTERNA N. 01/2018 PROEXT/UNIPAMPA para seleção de ações de Extensão sobre a Participação Social na Saúde e no SUS.

Nome Resultado
Jenifer Härter Selecionado
Debora da Cruz Payao Pellegrini Não homologado. Item 4.2 e 4.6
Dulce Mari da Silva Voss Não homologado. Item 4.6
Marilyn Urrutia Pereira Não homologado. Item 4.2 e 4.6

O recurso impetrado por  Marilyn Urrutia Pereira foi INDEFERIDO.
A reunião por video conferencia com representante da proposta selecionada  será amanhã, 15/02, às 11:30, no link  de webconf da proext – https://mconf.unipampa.edu.br/webconf/proext

 

 

 

Resultado Provisório da Chamada Interna 01/2018 – Participação Social na Saúde e no SUS

A Pró-Reitoria de Extensão e Cultura torna público o Resultado Provisório da CHAMADA INTERNA N. 01/2018 PROEXT/UNIPAMPA para seleção de ações de Extensão sobre a Participação Social na Saúde e no SUS.

Nome Resultado
Jenifer Härter Homologado
Debora da Cruz Payao Pellegrini Não homologado. Item 4.2 e 4.6
Dulce Mari da Silva Voss Não homologado. Item 4.6
Marilyn Urrutia Pereira Não homologado. Item 4.2 e 4.6

Os recursos poderão ser enviados até as 12:00 (horário de Brasília) do dia 14/02/2019 para o endereço eletrônico: proext@unipampa.edu.br

Programa Arborização Urbana encerra o ano lançando 3ª edição de revista

O programa Arborização Urbana: um exercício de cidadania e sustentabilidade socioambiental da Universidade Federal do Pampa (Unipampa) encerrou as atividades do ano de 2018 com o lançamento da terceira edição da revista do programa, com o tema Árvores – Conhecer, Viver, Ser – Arborização urbana: a Luz da Natureza nas Cidades.

A publicação destaca três subtemas do programa que foram desenvolvidos esse ano – o QRCode como ferramenta de educação ambiental; o Fórum Gaúcho de Arborização: 12 anos de debates; e a Saga dos Realizadores Verdes: conheça nossa história. No aspecto histórico traz conteúdos sobre as árvores na história de Bagé, a importância do patrimônio arbóreo e a relação histórica com as escolas.

O lançamento ocorreu durante a última reunião do ano do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente (Comdema), realizada dia 12 de dezembro. Exemplares foram entregues ao presidente do conselho, João Bettervide e aos demais conselheiros, que representam diversas entidades com interesse nos temas ambientais da cidade.

A revista Também foi lançada para a rede de ensino na Escola Municipal de Ensino Fundamental Fundação Bidart, escola modelo do projeto. Na oportunidade ocorreu a exibição do documentário “Escola Bidart: a arborização fazendo a diferença na prática escolar” e a entrega da exposição fotográfica “Escola Bidart: Passado, presente, nossas árvores, nossa gente”.

Em 2018, o QRCode na arborização foi uma das ações do projeto. Plaquinhas de metal que identificam espécies e contam sobre suas principais características, foram colocadas em 25 árvores na Praça da Estação.

No Fórum Gaúcho de Arborização, também foi possível conhecer a exposição “As árvores contam a história”, com uma série de fotos de árvores ligadas à história da cidade. De acordo com a coordenador do programa, Ketleen Grala, a ideia foi resgatar informações sobre o patrimônio arbóreo da cidade para que a comunidade reconheça a importância de preservação desses exemplares assim como de tantos outros que muitas vezes são depredados ou vandalizados.

“O ano de trabalho como muito positivo, considerando que a população passou a receber mais esclarecimentos sobre a necessidade de cuidados adequados com as arvores, para mitigação das praticas equivocadas de podas depredatórias, assim como a valorização que poder publico passou a dar para sua equipe de manejo da arborização destacando um biólogo especializado para o manejo da arborização da cidade”, contou Grala.

A revista é gratuita e está disponível na Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (Proext) da Unipampa, pode ser baixada da pagina institucional do programa: http://porteiras.s.unipampa.edu.br/programaarborizacao/ ou através da pagina da rede social: https://www.facebook.com/arborizacaobage/ .

MEC homologa diretrizes da Extensão

Na última sexta-feira (14), o ministro da Educação, Rossieli Soares da Silva, homologou o
Parecer CNE/CES nº 608/2018 que estabelece as Diretrizes para as Políticas de Extensão da Educação Superior Brasileira e regimenta o disposto na Meta 12.7 da Lei nº 13.005/2014, que aprova o Plano Nacional de Educação – PNE 2014-2024.

A referida meta assegura, no mínimo, 10% do total de créditos curriculares exigidos para a graduação em programas e projetos de extensão universitária.

A normativa define conceito, diretrizes e princípios para a Extensão em todas as instituições de ensino superior do Brasil, bem como estabelece parâmetros de avaliação, registro e planejamento das ações extensionistas.

A homologação do documento garante a publicação da Resolução que regimenta o disposto na Meta 12.7 do PNE 2014-2024.

Essa normativa é uma conquista histórica de grande importância para a educação superior do país pois garante, de fato, a efetivação do princípio da indissociabilidade entre ensino/pesquisa e extensão no âmbito dos cursos de graduação do país.

PROEXT lança cartilha Violência de Gênero na Universidade

A cartilha traz para a comunidade acadêmica diversas informações a respeito da prevenção e do combate à discriminação,  à violência de gênero e ao assédio.

O material foi produzido pela PROEXT através do programa Momentos UNIPAMPA ElesPorElas, o qual faz parte do movimento mundial HeForShe. O conteúdo foi baseado livremente na Cartilha Violência de Gênero na Universidade, elaborada, no mês de março de 2017, pela USP Mulheres, Rede de Professoras e Pesquisadoras pelo fim da Violência Sexual e de Gênero (Rede Não Cala) e Pró-Reitoria de Pós-Graduação, a partir da Cartilha produzida pela Comissão para Apurar Denúncias de Violência contra Mulheres e Gêneros da USP Ribeirão Preto (CAV Mulheres USP-RP), em fevereiro de 2017

Cartilha UNIPAMPA-PROEXT – Violência de Gênero na Universidade