Programa de Educação Tutorial (PET)

O PET é um programa vinculado institucionalmente às Pró-reitorias de Graduação e Extensão, que pretende atuar sobre a graduação a partir do desenvolvimento de ações coletivas, de caráter interdisciplinar, objetivando a formação de um cidadão com ampla visão do mundo e com responsabilidade social. Tem como objetivo promover a formação ampla de qualidade acadêmica dos alunos de graduação envolvidos direta ou indiretamente com o programa, estimulando a fixação de valores que reforcem a cidadania e a consciência social de todos os participantes e a melhoria dos cursos de graduação.

O Programa é composto por grupos tutorais de aprendizagem e busca propiciar aos alunos, sob a orientação de um professor tutor, condições de realização de atividades extracurriculares, que complementem a sua formação acadêmica, procurando atender mais plenamente às necessidades do próprio curso de graduação e/ou ampliar e aprofundar os objetivos e os conteúdos programáticos que integram sua grade curricular. Espera-se, assim, proporcionar a melhoria da qualidade acadêmica dos cursos de graduação apoiados pelo PET.

As atividades extracurriculares que compõem o Programa têm como objetivo garantir aos alunos do curso oportunidades de vivenciar experiências não presentes em estruturas curriculares convencionais, visando a sua formação global e favorecendo a formação acadêmica, tanto para a integração no mercado profissional quanto para o desenvolvimento de estudos em programas de pós-graduação.

O PET, ao desenvolver ações de ensino, pesquisa e extensão, de maneira articulada, permite uma formação global, tanto do aluno bolsista quanto dos demais alunos do curso, proporcionando-lhes uma compreensão mais integral do que ocorre consigo mesmo e no mundo. Ao mesmo tempo a multiplicidade de experiências contribui para reduzir os riscos de uma especialização precoce.

O PET é um programa de longo prazo que visa realizar, dentro da universidade brasileira, o modelo de indissocialibidade do ensino, da pesquisa e da extensão. Assim, além de um incentivo à melhoria da graduação, o PET pretende estimular a criação de um modelo pedagógico para a universidade, de acordo com os princípios estabelecidos na Constituição Brasileira e na Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB).

Na UNIPAMPA, atualmente o programa é composto de 13 grupos PET, distríbudos em 8 campi da instituição.  São eles:

Campus Grupo PET Tutor
Alegrete PET Ciência, Tecnologia e Cidadania Marco Antonio Durlo Tier
Bagé PET Engenharias Estevãn Martins de Oliveira
Bagé PET Letras Mônica Cassana
Dom Pedrito PET Agronegócio José Acélio da Fontoura Júnior
Itaqui PET Agronomia Marcoes Toebe
Jaguarão PET Letras Renata Silveira da Silva
Jaguarão PET Produção e Política Cultural Carla Rabelo Rodrigues
Jaguarão PET Pedagogia Maiane Ouriques
São Gabriel PETCiências Biológicas Marcia Regina Spies
São Borja PET História da África Muriel Pinto
Uruguaiana PET Fisioterapia Franck Maciel Peçanha
Uruguaiana PET Veterinária Daniela dos Santos Brum
Uruguaiana PET Práticas Integradas de Saúde Coletiva Odete Messa Torres

A gestão do Programa na Instituição fica a cargo do Comitê Local de Acompanhamento e Avaliação dos grupos PET (CLAA-PET), o qual é constituído por tutores e discentes do PET e por membros indicados pela administração da instituição, incluindo o interlocutor.

O interlocutor PET é um servidor designado pela Pró-Reitorias de Graduação para apoiar administrativamente os grupos e representá-los institucionalmente junto à SESu e que acumulará a função de presidente do CLAA.

São atribuições dos CLAA: (Incluído pela Portaria MEC nº 343, de 24 de abril de 2013):

  • acompanhar e avaliar o desempenho dos grupos PET e dos professores tutores;
  • zelar pela qualidade e inovação acadêmica do PET e pela garantia do princípio da indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão;
  • apoiar institucionalmente as atividades dos grupos PET;
  • receber e avaliar os planejamentos e relatórios anuais dos grupos PET;
  • verificar a coerência da proposta de trabalho e dos relatórios com o Projeto Pedagógico Institucional e com as políticas e ações para redução da evasão e insucesso nas formações em nível de graduação da IES;
  • referendar os processos de seleção e de desligamento de integrantes discentes dos grupos, por proposta do professor tutor;
  • analisar e aprovar os processos de seleção e de desligamento de tutores, bem como sugerir à Comissão de Avaliação, a substituição de tutores e emitir parecer sobre a extinção de grupos;
  • elaborar o relatório institucional consolidado e encaminhá-lo à SESu, com prévia aprovação do Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão da instituição ou órgão equivalente;
  • propor à Comissão de Avaliação critérios e procedimentos adicionais para o acompanhamento e a avaliação dos grupos PET da IES;
  • propor estudos e programas para o aprimoramento das atividades dos grupos PET da IES;
  • organizar dados e informações relativas ao PET e emitir pareceres por solicitação da Comissão de Avaliação;
  • elaborar relatórios de natureza geral ou específica;
  • coordenar o acompanhamento e a avaliação anual dos grupos, de acordo com as diretrizes do programa e seus critérios e instrumentos de avaliação definidos no Manual de Orientações Básicas; e
  • homologar os Planos de Trabalho e os Relatórios dos Grupos PET previamente aprovados pela Pró-Reitoria de Graduação ou órgão equivalente
Links e Arquivos Relacionados