Engenheiros da PROPLAN recebem treinamento em Porto Alegre

Nos dias 29 e 31 de março, engenheiros da Coordenadoria de Infraestrutura da PROPLAN/UNIPAMPA, pertencentes às Comissões das Inspetorias do CREA-RS receberam treinamento em Porto Alegre. O objetivo do treinamento foi qualificar as comissões quanto ao funcionamento do sistema de fiscalização do CREA-RS. Ocorreram palestras das principais gerências do CREA-RS, sendo elas Gerência das Inspetorias, Gerência de Fiscalização, Gerência de Acervo e ART e Gerência Executiva das Câmaras. Em cada seguimento, foi explicado sucintamente o seu papel no âmbito do Conselho.

Coordenadoria de Infraestrutura/UNIPAMPA
Coordenadoria de Infraestrutura/UNIPAMPA
Coordenadoria de Infraestrutura/UNIPAMPA
Coordenadoria de Infraestrutura/UNIPAMPA

Unipampa recebe a visita dos Engenheiros do MEC

A Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA) recebeu visita técnica dos engenheiros do Mistério da Educação, após a solicitação do Magnífico Reitor Prof. Dr. Marco Antonio Fontoura Hansen e do Pró-Reitor de Planejamento e Infraestrutura em reunião realizada com o Coordenador de Planejamento e Orçamento da Secretaria do Ensino Superior do Ministério da Educação, servidor Weber Gomes de Souza no mês de agosto de 2016.

A visita ocorreu ao final de 2016 e teve por objetivo, além da avaliação situacional, definir com o Ministério da Educação um planejamento comum para o aporte de recursos a fim de concluir as obras iniciadas e realizar as obras complementares e necessárias ao funcionamento da Universidade.

Os engenheiros foram recepcionados e acompanhados pelo Pró-Reitor Adjunto da PROPLAN, Prof. Dr. José Waldomiro Jiménez Rojas, eles ficaram impressionados com a quantidade de obras inacabadas distribuídas nas unidades, mas surpresos pela qualidade positiva delas.

Além disso, reconheceram que a universidade precisa de um aporte diferenciado de recursos, pois a quase totalidade dos projetos estão prontos, aguardando apenas o repasse orçamentário e financeiro para execução das obras.

Eles também elogiaram a capacidade técnica da Coordenadoria de Infraestrutura pelo conjunto de profissionais reunidos na elaboração dos projetos, avaliando que muitas universidades possuem enormes dificuldades e problemas no momento da execução dos projetos pela terceirização de várias etapas na elaboração dos projetos.

Os profissionais do MEC visitaram os campi de Bagé, Caçapava do Sul, São Gabriel, Uruguaiana, Santana do Livramento e Dom Pedrito, onde tiverem uma amostragem da situação que se encontram as obras da instituição. Os campi que não foram visitados, por motivo de logística, foram apresentados em reunião inicial e demonstrada toda a realidade que se encontram em relação a sua infraestrutura.

 

Ao final da visita técnica, foi realizada uma reunião com a participação do Magnífico Reitor Prof. Dr. Marco Antonio Fontoura Hansen, do Pró-Reitor da PROPLAN, Luís Hamilton Tarragô Pereira Júnior, do Pró-Reitor Adjunto da PROPLAN, Prof. Dr. José Waldomiro Jiménez Rojas, do Coordenador de Infraestrutura servidor Engenheiro Civil Tiago Luiz Lucca e demais servidores da Coordenadoria de Infraestrutura, além da participação dos Engenheiros do Ministério da Educação Mateus e Rodrigo, que resumiram o que viram, fazendo várias considerações no sentido de auxiliar a instituição nos encaminhamentos necessários ao pedido por recursos no MEC.

A instituição deverá agendar, no primeiro trimestre de 2017, reunião junto ao Ministério da Educação para apresentar o planejamento de obras elaborado para o aporte de recursos para os próximos três anos. Esse planejamento já está pronto e visa à retomada e à conclusão de todas as obras inacabadas na instituição, contemplando, inclusive, as obras complementares.

Por: PROPLAN

ORÇAMENTO 2017 é sancionado pelo Presidente em exercício

Presidente da República em exercício, o deputado Rodrigo Maia, sancionou integralmente nesta terça-feira o Orçamento 2017. Presidente da Câmara e primeiro na linha sucessória atual, Maia exerce a Presidência da República em função da viagem de Michel Temer a Portugal.

Conforme a informação do governo federal o texto foi aprovado sem vetos, porém, as emendas apresentadas foram todas rejeitadas pelo congresso, o que ocasionou a confirmação da diminuição de recursos de custeio e investimentos para as IFES dentro da LOA 2017. O grupo das dez novas universidades havia apresentado junto à Comissão de Educação da Câmara Federal demanda objetivando o reforço de R$ 250.000.000,00 (duzentos e cinquenta milhões de reais) para atender o regular aumento do custeio e investimento destas IFES.

O aumento do orçamento institucional deste ano em relação a LOA 2016 se deu em relação ao universo das despesas que envolvem pessoal e encargos sociais, conforme demonstrado na tabela abaixo.

Com a publicação da sanção presidencial, ocorrida no Diário Oficial da União desta quarta-feira, 11/01, a expectativa da Pró-Reitoria de Planejamento e Infraestrutura é que ocorra rapidamente a liberação na integralidade do orçamento institucional, onde a Coordenadoria de Planejamento – Divisão de Orçamento, realizará os procedimentos necessários a distribuição deste às unidades acadêmicas e administrativas da Reitoria.

O orçamento da Instituição para 2017 sancionado no dia 10/01, e publicado no Diário Oficial da União no dia 11/01, ficou assim definido:

Elemento

Valor LOA R$ 2017

Variação % em relação LOA 2016

Pessoal

R$ 210.850.439,00

22,41%

Custeio

R$ 56.989.877,00

-1,04%

Investimento

R$ 16.517.962,00

-28,35%

TOTAL

R$ 284.358.278,00

12,44%

Fonte: PROPLAN

Unipampa apresenta projeto de pesquisa para dirigentes da Eletrobras CGTEE

Por Franceli Couto Jorge

Com o objetivo de conhecer os projetos de pesquisa desenvolvidos pelo Laboratório de Energia e Carboquímica da Universidade Federal do Pampa (Unipampa), dirigentes da Companhia de Geração Térmica de Energia Elétrica (CGTEE) participaram de uma reunião com docentes na manhã da quarta-feira, 4, no Campus Bagé.

O trabalho desenvolvido pelos pesquisadores no Laboratório de Energia e Carboquímica foi apresentado pela professora Ana Rosa Costa Muniz. O local foi entregue em fevereiro de 2016 e equipado até meados do mesmo ano. A docente explanou sobre o funcionamento da estrutura de pesquisa do laboratório, que tem como base a gaseificação e as seguintes linhas de pesquisa: geração de energia; material cerâmico; células fotovoltaicas; controle ambiental; carbonometria e sintéticos.

Na sequência, Ana Rosa explicou sobre os processos e etapas da gaseificação e os resultados alcançados pelo projeto, que trata de uma unidade de pré-tratamento de carvão, onde há um singás primário. “A ideia é usar este singás primário e, a partir dele, obter um singás para a geração de energia nesse segundo gaseificador convencional”, esclarece. A docente acrescenta que o projeto que será submetido deve fazer o pré-tratamento, onde se utiliza tudo de forma comercial. Também foram apresentados os equipamentos que compõem o laboratório, que puderam ser conferidos em visita ao local.

O projeto apresentado será submetido ao Edital Chamada Pública para Projetos de Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico (P&D) da Eletrobras/CGTEE, de 2017, que ainda não foi divulgado, mas que terá como forma de contratação o convênio. Entre os critérios que devem ser observados estão: originalidade; qualificação e disponibilidade do coordenador e da equipe; viabilidade técnica e econômica do projeto; benefícios estratégicos, econômicos e socioambientais, aplicabilidade e relevância. A proposta deve ser voltadas aos temas qualidade do ar e redução da emissão de CO2; tecnologia de queima limpa de carvão; energias alternativas, energias renováveis e sistemas eficientes de geração de energia; utilização de subprojetos da geração termelétrica e carvão.

Participaram da reunião o vice-reitor da Unipampa, Maurício Aires Vieira; os professores Ana Rosa Costa Muniz; Cristiano Ferreira; Jocemar Parizzi e Rodolfo Rodrigues; o pró-reitor de Planejamento e Infraestrutura, Luís Hamilton Tarragô Pereira Júnior; o pró-reitor adjunto de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação (Proppi), José Pedro Rebés Lima; a assessoria especial da reitoria, Rita Berni; o engenheiro eletricista, Carlos Cardoso da Costa e Silva Júnior; o diretor-presidente da CGTEE, Francisco Romário Wojcicki; o diretor de Engenharia, Ricardo Licks; o diretor de Geração, Rubem Abrahão; e o gerente de Engenharia, Gilmar Bohrz.

Doações do Comitê Gestor Rio 2016 são entregues à Unipampa

A Universidade Federal do Pampa (Unipampa) recebeu do Comitê Gestor Rio 2016 as doações de itens utilizados na Vila Olímpica durante as Olimpíadas Rio 2016. A entrega aconteceu na Agência dos Correios em Bagé e foi feita pelo representante dos Correios, Antônio Martinelli. Os objetos foram encaminhados para o Campus Bagé da onde serão distribuídos para os campi e setores da instituição que apresentam necessidade das doações.

Equipe da Unipampa foi até os Correios receber as doações.

Foto: Tamíris Centeno/Unipampa

Para o reitor da Unipampa, Marco Antonio Fontoura Hansen, a doação é de fundamental importância. “A crise vem atingindo as Universidades Federais e estamos buscando outras formas de obter recursos para a instituição. Continuaremos atentos ao surgimento de editais e convênios que possam oferecer benefícios financeiros ou materiais para a Unipampa”, ressaltou Hansen.

De acordo com o pró-reitor de Planejamento e Infraestrutura, Luís Hamilton Tarragô Pereira Júnior, as doações só foram conquistadas em razão de um grande trabalho que tem sido desenvolvido pela Divisão de Captação de Recursos da Proplan. “Este foi um trabalho iniciado em agosto deste ano pelo setor e que culminou com a destinação dos materiais que chegam ao valor total de R$ 83.000,00”, explicou Pereira Júnior.

O responsável pela Divisão de Captação de Recursos, Luís Guilherme Fogaça, reforça que o Comitê Gestor Rio 2016 deve lançar outros editais em breve. “Estamos realizando vários contatos com diferentes órgãos públicos com o objetivo de obter, por meio de doação, materiais que sejam de interesse da Unipampa”, contou ele.

Doações recebidas pela Unipampa 

20 Geladeiras (120 litros)

03 Lavadoras (10kg)

100 Edredons para cama de solteiro

200 Fronhas

200 Lençóis de baixo para cama de solteiro

200 Lençóis de cima para cama de solteiro

200 Travesseiros anatômicos

200 Protetores de colchão

 

Por Tamíris Centeno Pereira da Rosa

UNIPAMPA recebe doação de Aparelhos de Climatização da RFB

 

A UNIPAMPA recebeu da Delegacia da Receita Federal de Pelotas, a doação de quatro aparelhos de ar-condicionado modelos SPLIT´s que servirão para atender, conforme a Coordenadoria de Infraestrutura, o Prédio do NEVA – Campus São Gabriel. O trabalho foi desenvolvido através da Pró-Reitoria de Planejamento e Infraestrutura, Coordenadoria de Projetos e Convênios – Divisão de Captação de Recursos. Os contatos tiveram início em outubro de 2016 junto a IRF – Bagé que demonstrou apoio incondicional ao pleito. Imediatamente a apresentação da demanda pela instituição, a unidade de Bagé procedeu os encaminhamentos necessários ao atendimento da demanda.

Conforme informação do Pró-Reitor da PROPLAN, Luis Hamilton Tarragô Pereira Júnior, esta doação se refere a um primeiro lote de doações que serão destinadas pela RFB à Unipampa.

Várias demandas foram apresentadas junto a Receita Federal do Brasil, como veículos, equipamentos laboratoriais, aparelhos de climatização e outros, e que conforme informação do titular pela Delegacia da Receita Federal de Pelotas, senhor Vladimir Teixeira da Silva, à medida que houver a disponibilidade elas serão atendidas.

Ficou ainda acordado uma visita do Delegado à instituição para debater assuntos de interesse comum, objetivando projetos de parceria entre os órgãos federais.

O Magnífico Reitor Prof. Dr. Marco Antonio Fontoura Hansen disse “que ações como estas acabam viabilizando o orçamento institucional, pois à medida que a instituição recebe bens e materiais em doação de parceiros estratégicos, é possível a aplicação dos escassos recursos públicos na conclusão de obras e manutenção operacional da instituição.”

Por: PROPLAN

Comitiva da Unipampa visita Usina Solar da Creluz

Uma comitiva de composta pela PROPLAN e professores do Campus Alegrete e Campus Bagé, estiveram visitando a Usina Solar da Creluz localizado as margens da BR 386, em Boa Vista das Missões.

A visita, além de aproximar a acadêmia de ações práticas, tinha como objetivo buscar informações e elementos concretos para a confecção de projetos similares na instituição por meio de projetos de pesquisa.

Os professores que atuam na área pela Universidade e os servidores da Pró-Reitoria de Planejamento e Infraestrutura ficaram impressionados com a eficiência e a beleza do projeto, em perfeita harmonia com o meio ambiente e a natureza.

A Creluz está de parabéns, é fantástico e serve de exemplo o que está sendo feito aqui”, disse o pró-reitor da Universidade, Luís Hamilton Tarragô Pereira Júnior.

Já o professor e doutor da área de engenharia elétrica, José Wagner Kaehler, destacou que a Creluz a exemplo de quando iniciou a geração hídrica, novamente está tendo uma visão de futuro muito grande. “Nós viemos aqui para aprender e aqui encontramos um exemplo prático do que ensinamos na academia”, resume Kaehler.

Após a visita à Usina de Energia Solar fomos recepcionados pelo Presidente do Grupo CRELUZ, professor Elemar Battisti, que agradeceu a visita e demonstrou o interesse de construir ações de parceria que atendam os interesses e objetivos de ambos.

A Pró-Reitoria de Planejamento e Infraestrutura, através da Coordenadoria de Projetos e Convênios – Divisão de Gestão de Projetos, sob a responsabilidade do técnico administrativo servidor Bruno Medeiros Donato, realizará outras ações no sentido de instruir e viabilizar a confecção de projetos de eficiência energética e geração de energia, objetivando empregar uma cultura de sustentabilidade na instituição, reduzir os investimentos com energia elétrica e atender a Política de Logística Sustentável da instituição.

Por: PROPLAN

Premiação de trabalho em evento

As servidoras Lisiane Inchauspe, Ménithen Ness e Vanessa Rabelo Dutra, apresentaram o trabalho intitulado “Avaliação externa no contexto das instituições multicampi e as distorções das múltiplas comissões” no Seminário de Avaliação da Educação Superior-AVALIES 2016, sediado na UFRGS de 31 de agosto a 02 de setembro de 2016.

O trabalho foi premiado na modalidade pôster e apresenta uma crítica à dessemelhança nas avaliações do trabalho da Comissão Própria de Avaliação-CPA- nos três momentos avaliativos pelos quais a Unipampa passou por ocasião do primeiro processo de Recredenciamento Institucional, bem como reflete sobre o prejuízo gerado pela subjetividade do avaliador e sugere um instrumento avaliativo que contemple uma gama maior de critérios.

A PROPLAN conduziu o processo desde a produção e inserção dos textos no sistema e-MEC e acompanhou as visitas ocorridas nos campi Alegrete, Bagé e Uruguaiana por meio da Coordenadoria de Avaliação, Divisão de Dados Institucionais e secretaria. Esta última prestou suporte administrativo à CPA até a publicação da Portaria nº 900, de 05 de maio de 2016, após a qual a comissão fica ligada ao gabinete da reitoria.

Baixar artigo em PDF.

Unipampa participa da Expointer

Bruno Donato/UNIPAMPA
Bruno Donato/UNIPAMPA

As divisões de Captação de Recursos e Gestão de Projetos, da Coordenadoria de Gestão de Convênios e Projetos (PROPLAN), representadas pelos servidores Luís Fogaça e Bruno Donato, realizaram visita à 39º Expointer, em Esteio/RS, entre os dias 29 e 31 de agosto. Foram visitados representantes de instituições de fomento, órgãos governamentais, associações e empresas, todos ligados aos objetivos institucionais da Unipampa.

Aproveitando o cenário econômico atual, que estimula a busca por novas alternativas e soluções em todos os setores da sociedade, a Unipampa coloca-se disposta à realização de parcerias para projetos e convênios que visem à sustentabilidade, economicidade e inovação na instituição.

O saldo do trabalho foi significativamente positivo, gerando a oportunidade de novas ações nesse sentido por parte da Unipampa.

Orçamento da Unipampa 2016

O orçamento institucional 2016 se constitui no ato legal que subsidia a implementação da assistência estudantil, a manutenção operacional, os investimentos e o efetivo pagamento de vencimentos e benefícios de servidores públicos, além de outras despesas de ações específicas. Quando da confecção do Projeto de Lei Orçamentária Anual de 2016, realizado no 2º semestre de 2015, com a participação das unidades acadêmicas e compilado pela equipe técnica da PROPLAN – Divisão de Orçamento – e, consequentemente, após a apresentação das demandas das unidades acadêmicas e reitoria, apurou-se em um único documento o montante de recursos necessários à manutenção operacional e necessidade de investimentos para 2016. Naquele momento, identificou-se a necessidade de adotar medidas de reduções de gastos, haja vista, que os recursos orçamentários disponibilizados pelo Ministério da Educação para o atendimento das demandas apresentadas para o exercício futuro mostravam-se em valores insuficientes. Desta forma, restava a adoção de medidas de contensão de gastos para preservar o princípio do equilíbrio das contas públicas da instituição.
A atual gestão superior buscou desde a primeira reunião do Conselho Universitário, realizada no dia 28 de janeiro do corrente ano, demonstrar a realidade orçamentária da instituição com a previsão de déficit orçamentário para o ano e que seria necessária a adoção de medidas para equilibrar o orçamento. Apenas durante a transcorrência do exercício financeiro foram adotadas medidas de redução dos gastos, exaustivamente discutidas com as unidades através das equipes diretivas.
Não obstante a necessidade de realizar ajustes orçamentários em função da insuficiência de recursos disponibilizados na PLOA 2016 e aprovada pelo Congresso Nacional, e posteriormente, sancionada pela Presidenta da República, o Poder Executivo, em face da queda na arrecadação Federal, adotou medida de contingenciamento no mês de março abrangendo todos os recursos de custeio e capital, na ordem de 20% e 60%, respectivamente. Diante desta medida, a gestão superior da instituição buscou junto ao Ministério da Educação demonstrar de forma clara e insistente os prejuízos que esta causaria para o funcionamento da instituição. Em 16 de maio de 2016, o governo federal descontingenciou, após a participação do Reitor em várias reuniões em Brasília, em torno de 12% do valor originalmente contingenciado em custeio e com isto minimizou os danos à nossa instituição.
Apresentamos abaixo, os valores de custeio operacional que foram discutidos em reunião de dirigentes e que temos com metas estimadas para o limite de empenho neste ano.

tabela 2

tabela 1

LEI ORÇAMENTÁRIA ANUAL - LOA 2016 - UNIPAMPA - Fonte: http://www.orcamentofederal.gov.br/orcamentos-anuais/orcamento-2016/loa/loa-2016-volume-v.pdf
LEI ORÇAMENTÁRIA ANUAL – LOA 2016 – UNIPAMPA – Fonte: http://www.orcamentofederal.gov.br/orcamentos-anuais/orcamento-2016/loa/loa-2016-volume-v.pdf

APRESENTAÇÃO PPT – CONHEÇA O ORÇAMENTO PÚBLICO

Notícias Orçamentárias

Governo divulga 1º Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas Primárias de 2016
Revisão visa garantir cumprimento da meta de resultado primário
http://www.planejamento.gov.br/assuntos/orcamento/noticias/governo-divulga-1o-relatorio-de-avaliacao-de-receitas-e-despesas-primarias-de-2016-1

Novos Limites de Empenhos são informados pelo Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão.
http://www.planejamento.gov.br/noticias/planejamento-anuncia-novos-limites-de-empenho

Governo publica decreto com limites de empenho para órgãos federais – Texto regulamenta Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas do 1º Bimestre de 2016, que previu novo esforço fiscal de R$ 21,2 bilhões.
http://www.planejamento.gov.br/assuntos/orcamento/noticias/governo-publica-decreto-com-limites-de-empenho-para-orgaos-federais